ONIX ADM

CRECI: 12.573-J

Administradora de condomínios em santos – 3 dicas

 

Como escolher Administradora de Condomínios em Santos

1 – VERIFIQUE O HISTÓRICO DA ADMINISTRADORA EM SANTOS

 

Uma boa administradora de condomínio deve ter experiência de mercado e idoneidade. Estas são características que devem ser consideradas durante a análise do histórico da empresa.
Avalie há quanto tempo está atuando no mercado e quais condomínios já foram ou ainda são atendidos por ela. Outro ponto interessante a observar é se a empresa responde (ou já respondeu) a algum processo na Justiça.
Verifique a trajetória da empresa entrando em contato com os representantes legais e moradores de outros condomínios para saber o que eles pensam dos serviços prestados por ela.
As opiniões podem revelar muito sobre a responsabilidade e a capacidade da administradora em gerenciar condomínios com segurança e eficiência.

Veja mais: Serviços que oferecemos para o seu condomínio. CLIQUE AQUI

 

2 – BUSQUE O DIFERENCIAL DA EMPRESA QUE ADMINISTRA CONDOMÍNIO EM SANTOS

 

Um destaque significativo é a capacidade da administradora em solucionar conflitos sem nunca apelar para a Justiça — assim, ela se destaca pela diplomacia ao tratar de assuntos delicados, o que representa uma vantagem para quem deseja se manter longe de tribunais e processos.
Tecnologia disponível, qualidade no atendimento e eficiência dos processos são alguns exemplos de características únicas de uma boa administradora.
Outro diferencial que pode ser considerado é o vasto conhecimento das leis que a administradora de condomínio possui.
Um amplo entendimento da legislação pode trazer mais alívio e despreocupação aos moradores, assegurando que a empresa agirá sempre de forma legal, sabendo como atuar diante de diferenciadas situações.
Para selecionar a empresa conforme o diferencial mais relevante, é preciso levar em conta as necessidades do próprio condomínio.

administradora-de-condominios-em-santos

3 – QUANTO PAGAR À ADMINISTRADORA EM SANTOS

 

Desconfie de administradoras que cobram taxas muito baixas. O usual é cobrar uma taxa fixa para a administração, ou entre 6% e 10% da arrecadação ordinária do condomínio. É importante que as receitas ou despesas extraordinárias não sejam incluídas no cálculo.
Segundo a Associação das Administradoras de Bens Imóveis e Condomínios (AABIC), nenhum prédio custa menos que R$ 900,00 por mês para a administradora.

Uma 13ª taxa pode ser cobrada no final do ano, porém essa prática deve estar prevista em contrato

Ficou alguma dúvida?

Entre com contato conosco e podemos te ajudar nesse processo!

Clique Aqui

Produzido por: Marcasite!